Sim a Vida

A vida é dom de Deus. Ela nos foi por Ele confiada, como tesouro da eternidade morando no tempo. Cuidar da saúde não é questão de querer ou não querer. A vida é dom de Deus, meçamos nossa responsabilidade, vivamos conforme a proposta do nosso Criador. Esse pensamento escrito por Pe Nobre nos conduz a abordar o assunto “prevenção” no enfrentamento do HIV. 

Muito já avançamos no campo da prevenção das DST/Aids, mas muito mais é preciso discutir e por em prática. Nos dias de hoje, o movimento progressivo dos casos de DST/Aids alterou seu perfil, não só os homossexuais, as profissionais do sexo e os usuários de drogas são os infectados, mas homens e mulheres, de todas as camadas sociais e de diferentes faixas etárias. 

Isso faz com que as estratégias de prevenção às DST/Aids sejam repensadas, ampliadas e divulgadas.
            Considerando que o HIV pode ser encontrado no sangue, no sémem, nos fluídos vaginais e no leite materno torna-se imperativo que as pessoas procurem os serviços de saúde e se previnam.
            A saúde se constitui num fator importante para podermos realizar as atividades cotidianas. É um direito do cidadão, resguardado na Constituição Federal e apresentado na Declaração Universal dos Direitos Humanos.
            As questões relacionadas à saúde não estão ligadas somente a causas fisiológicas, mas também a higiene, nutrição e informação.
            Informações como: conhecer sobre reprodução humana para poder analisar atitudes em relação à sexualidade; exercer a sexualidade com prazer e responsabilidade; proteger-se de relacionamentos sexuais coercitivos e exploradores; desenvolver consciência crítica e tomar decisões responsáveis a respeito de sua sexualidade; procurar orientação para adoção de métodos contraceptivos; compreender formas de prevenção e vias de transmissão da Aids; adotar hábitos de autocuidado, respeitando as possibilidades e limites do próprio corpo; valorizar os exames de saúde periódicos como fator de proteção e conhecer formas de acesso aos recursos da medicina são necessárias para a prevenção das DST/Aids.
            Todos aqueles que por profissão ou vocação, crêem e professam tudo aquilo que Cristo disse e praticou ao longo de seus trinta e três anos de vida na terra e, sentem-NO dentro de seu ser e vêem-NO em cada pessoa que passe por eles, ajudando-a sem perguntar quem ela é e como se chama, poderão proporcionar aconselhamento aos que tenham preocupações sobre os riscos da infecção pelo HIV.
            Dispomos de todos os recursos para vencermos sempre na vida, e frequentemente sofremos uma derrota por não sabermos usá-los. Temos recursos para prevenir é só empregá-los corretamente.
            O amor à vida leva-nos a encontrar sempre uma forma de viver, mesmo nas circunstâncias mais adversas. ( Lucilia V. Fonseca  Agente Pastoral DST/Aids Julho/2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário