Estudo avalia o melhor momento para iniciar tratamento da Aids

 Um estudo está avaliando a melhor hora para iniciar o tratamento contra o HIV, e verificar se a qualidade do paciente soropositivo pode ser melhorada quando a terapia medicamentosa é antecipada. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo, 223 centro de saúde do mundo de 35 países participam da iniciativa, chamada “Start”. Para acompanhar os resultados da dinâmica do tratamento, 90 pacientes do Emílio Ribas com diagnóstico recente de HIV foram selecionados. Parte do grupo iniciou o tratamento mais cedo que a recomendação estabelecida pelo Ministério da Saúde, enquanto a outra parte segue o padrão utilizado. Os casos serão acompanhados durante cinco anos. O Ministério da Saúde estabelece que o início da terapia anti-HIV ocorra quando as células de defesa do sangue (CD4) fiquem abaixo de 350 células por milímetro cúbico. A avaliação também é feita conforme a condição clínica do paciente. O infectologista responsável pelo “Start” no Brasil, Luiz Carlos Pereira Junior, explica que o objetivo é avaliar o impacto que o tratamento precoce pode ter sobre a qualidade de vida do paciente, além de outros fatores, como alterações neurológicas, ósseas, cardiovasculares, entre outras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário