Vigília em Porto Alegre/RS

Foi na Igreja Nossa Senhora das Dores o ato principal da 29ª Vigília pelos mortos de Aids de Porto Alegre. Iniciou com a celebração da missa presidida pelo pároco, Luiz Carlos Almeida e que contou com a participação de representantes da Casa Fonte Colombo, da Pastoral da Aids, de instituições que compõem o movimento de luta contra a aids do RS, trabalhadores da saúde, de representantes da política municipal de enfrentamento da epidemia e muitas pessoas solidárias com a causa.

Durante a homilia, Frei José recordou a todos os presentes que a Aids continua a matar, mesmo que isso não apareça nas notícias. Disse ser muito comum ficarmos indignados quando assistimos a notícia de um acidente com ônibus que deixa mortos e feridos, “mas ninguém lamenta que a cada dia, no Brasil, a Aids sepulte um ônibus lotado de passageiros”.

A parte final da celebração aconteceu nas escadarias da Igreja onde os participantes com velas acesas fizeram memórias dos falecidos e rezaram a oração da vida. Após a benção, houve uma caminhada até a Praça da Matriz, onde várias lideranças fizeram uso da palavra e cobraram do governo estadual maior compromisso com o enfrentamento da aids. O ato foi concluído com a repetição do lema da Vigília de 2012: “Para quem tem Aids, saúde e dignidade”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário