Carta do Encontro da Pastoral da Aids da Região Nordeste em Crato/CE


Segue em anexo a carta do encontro da Pastoral da Aids da Região Nordeste que aconteceu de 07 a 09 de setembro em Crato/CE.  Na carta os agentes expressam suas preocupações com a epidemia na região, solicitam apoio aos gestores para as iniciativas da Pastoral da Aids e elencam os compromissos prioritários dos agentes na região.

CARTA ABERTA DO PRIMEIRO ENCONTRO DOS AGENTES DA PASTORAL DA AIDS DA REGIÃO NORDESTE – NORDESTÃO
 
Aos Bispos,
Gestores Estaduais de Saúde,
Gestores Estaduais de Educação e
Agentes da Pastoral da Aids,
Nós, agentes da Pastoral da Aids dos Regionais Nordeste 1, 2 e 5, nos reunimos no município do Crato-CE, de 7 a 9 de setembro de 2012, para o 1º Encontro da Região Nordeste. Com o tema:

"Do Sertão do Ceará, da resistência do Mandacaru brota água viva", discutimos a situação epidemiológica da Região, compartilhamos experiências exitosas, aprofundamos o papel do agente de Pastoral e realizamos oficinas sobre Aids e a pessoa idosa, Aids e juventude, Erradicação da transmissão vertical; Ecologia e Missão e Mística e espiritualidade do Agente de Pastoral.
O debate sobre a epidemia da Aids em nosso meio, evidenciou o aumento constante do vírus, sobretudo na população jovem e as altas taxas de transmissão vertical. Retomando a missão da Pastoral da Aids, se percebeu que a resistência, ousadia e teimosia dos agentes fazem a diferença no enfrentamento da Aids e desta atuação vemos brotar a vida e o cuidado. Por isso, solicitamos apoio dos gestores às atividades da Pastoral da Aids e manifestamos os seguintes compromissos:
1. Em virtude da realidade epidemiológica da Aids que atualmente está aumentando no público adolescente e jovem, é importante o agente da Pastoral atuar em parceria com as políticas públicas de prevenção, como Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas (PSPE), bem como implementar junto aos adolescentes e jovens das comunidades a abordagem dos temas: sexualidade e prevenção de DST/Aids;
2. Relacionado à transmissão vertical reconhecida por nós como uma ‘vergonha regional’, nos comprometemos a buscar parcerias com a Pastoral da Criança para que, ao incentivar as gestantes quanto ao pré-natal o façam também quanto à importância de realizar o teste de HIV e, por meio da atuação no controle social, reivindicar a garantia da assistência ao pré-natal de acordo com o recomendado pelo Ministério da Saúde, no intuito de assegurar a erradicação da transmissão vertical;
3. Em sintonia com o Programa de Incentivo ao Diagnóstico Precoce da Pastoral da Aids Nacional, nos propomos a aproveitar todas as oportunidades para sensibilizar as pessoas quanto a importância da realização do teste em tempo oportuno, indicando os locais onde se realizam a testagem.
Assim agradecemos ao Regional Nordeste I, de forma especial a Diocese do Crato que nos acolheu sob a proteção da Virgem Mãe das Dores e de Padim Ciço Romão e rogamos que o Deus da Vida continue abençoando os Agentes e todas as pessoas que se comprometem no enfrentamento da epidemia da Aids no Nordeste.
Crato-CE, 09 de setembro de 2012.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário